(I) Na preparação da aula: conteúdo..-->..poema

Tendo em vista um determinado conteúdo programático, fazer uma pesquisa bibliográfica visando encontrar poemas, ou fragmentos de poemas (às vezes um único verso), ou ainda textos de cunho poético, cujos temas coincidam com os do conteúdo em questão.

Pode não ser tarefa fácil, se forem poucos os livros e os materiais de consulta à disposição. A pesquisa na internet poderá ajudar bastante.

(II) Ação inversa: poema..-->..conteúdo

O professor poderá trabalhar na formação de uma ‘poemoteca’ para os conteúdos com que trabalha. Para tanto, toda vez que deparar com um poema “especial”, o professor deverá encaixá-lo no conteúdo programático correspondente. Assim procedendo, os diferentes conteúdos irão se abastecendo de poemas com o passar do tempo.

(III) Poetização do conteúdo em sala de aula

A poetização do conteúdo consiste em incentivar os próprios alunos a compor poemas sobre o conteúdo programático em estudo.

Sugestões para trabalhar poemas em sala de aula

1 --- Leia o poema com antecedência e pense sobre ele. Aprecie-o primeiramente, não como recurso didático-pedagógico (que poderá ser), mas como expressão literária de cunho estético e tudo o mais que o poema possa significar. 

2 --- Destaque palavras do poema, buscando seus significados, sinônimos, antônimos etc. Utilize os versos para uma abordagem gramatical, se for o caso. Explore o conteúdo do poema, identificando-o com o conteúdo programático. 

3 --- Destaque as figuras de linguagem, especialmente as metáforas. Através delas é possível “desdobrar” o assunto de que trata o poema, isto é, ir além de sua temática, evocando situações de interesse dos alunos. Isto tornará o poema “mais significativo”. 

4 --- Se necessário, faça cortes no poema. Esta é uma prática comum. O poema pode ser trabalhado como um todo ou em fragmentos. 

5 --- Jamais omita a autoria do poema (ou de qualquer obra de arte). Aproveite a ocasião para fazer ligeira referência biográfica do autor. 

6 --- Evite se contrapor à interpretação que um aluno faz de um poema; ajude-o a estender sua idéia sobre o mesmo. 

ATENÇÃO: Tenho um projeto pedagógico denominado SARAU DE POESIA, que já foi aplicado com sucesso em diversas escolas públicas e particulares. Se você é professora no ensino fundamental e deseja conhecer este projeto, entre em contato comigo: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. . Passarei a você as informações necessárias. O projeto é de baixo custo, resumindo-se ao consumo de papel sulfite para impressão dos poemas e algumas instruções.

7 --- Não apenas respeite a “leitura” que um aluno faz de um poema, mas veja nisso uma possibilidade de ação educacional sob a ótica do educando. O poema pode ter exercido nele a sua magia, de uma forma única. Aproveite isso em benefício de todos. 

8 --- Volte outras vezes (em outras ocasiões) ao poema já tratado. A releitura pode surpreender, mostrando caminhos novos não descobertos anteriormente. 

9 --- Estimule os alunos a produzirem seus próprios poemas sobre o conteúdo em estudo. É bom, todavia, que a redação (prosa) não se ausente do contexto, pois esta tem uma função objetiva que a poesia pode não contemplar com a mesma proficiência. 

10 --- Organize a sua “poemoteca” e não perca nenhuma oportunidade de enriquecê-la com um poema novo que pareça adequado a algum conteúdo programático do seu domínio.