Três da tarde
(José Carlos da Silva)
Adentro substratos
de onde me olham
objetos e atos.
 
Dentro do antiquário
solidão e saudades
jazem no armário.
 
Há fados lá fora
desenhando-se
no agora.
 
Adentro substratos
para ser – eu mesmo –
objeto dos meus atos.